quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A Chica Chata II

Posso dizer que foram os anos mais felizes da minha vida e talvez aquele fosse também o meu destino. O mundo dos tecidos é fascinante demais, pelo menos pra mim. E foi tão importante para mim esta época que resolvi escrever um livro sobre as minhas andanças na casa da Chica.
Atualmente tenho o meu trabalho, a minha profissão e o tempo me afastou de tudo aquilo que mais amo em matéria de trabalho: "lidar com tecidos" Não tive tempo de me aperfeiçoar, de fazer cursos e exercer aquilo que está no meu sangue.
E o bem que faz a mente da gente? Nem se fala? Não existe stress, nem depressão, nem ansiedade que resista a terapia de cuzicar como dizem lá na minha terra. Nessa época também aprendi com a minha mãe a fazer bonecas de pano, a bordar pontos de rococó, caseado e outros mais que as bordadeiras usam nos seus trabalhos. Aprendi também a fazer a tão famosa colcha de retalhos, crochê e tricô e os mais lindos sapatinhos de tricô rosa e azul. E naquela época eu pedia pra meu pai fazer caixinhas de madeira e com cola forrava de tecidos e ficavam lindas demais e todos os meus trabalhos tinham sianinhas, lacinhos de cetim e flores de fuxico e nessa época eu não tinha nem 10 anos de idade e já era a manda chuva nos retalhos da Chica que eu colecionava em caixas na minha lojinha no quintal da casa da minha mãe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário